EDITAL do Concurso Correios é urgente! Carência é de 20 mil funcionários

 

 

Os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) cobraram recentemente diversos direitos da estatal. Entre as principais reivindicações dos trabalhadores estavam a contratação de novos funcionários via concurso público, a segurança nos Correios e o fim dos planos de demissão voluntária. O último certame da empresa foi divulgado em 2011.

De acordo com o Estatuto Social da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), publicado no Diário Oficial da União do dia 09 de abril, a contratação de servidores efetivos para instituição continuará sendo através de concursos públicos. O documento foi aprovado em Assembleia realizada em abril deste ano. De acordo com o artigo 109 do Estatuto,”a contratação do pessoal permanente da ECT ocorrerá por meio de concurso público de provas ou de provas e títulos”. As contratações são regidas pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Além disso, o texto informa que funções de gerência e técnico, no âmbito estadual, serão exercidas exclusivamente por funcionários do quadro de pessoal dos Correios. Os requisitos dos cargos, atribuições e respectivos vencimentos devem ser estabelecidos em Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

Empresa já respondeu sobre realização de concurso público

A assessoria de imprensa da estatal declarou que “com relação ao concurso público, o dimensionamento da força de trabalho não foi concluído e somente após a conclusão desses estudos será possível identificar a real necessidade de efetivo para realização de um novo certame”. Se divulgado, o concurso contará com vagas para nível médio em todos os Estados.

A empresa tem a intenção em solicitar a realização do concurso dos Correios devido à grande defasagem de pessoal, que tem afetado a prestação de serviços da instituição. Desde 2011 sem concurso, a ECT precisa urgentemente de um novo concurso, já que, segundo números da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a defasagem é de cerca de 20 mil trabalhadores.

A alta defasagem de servidores já foi tema por diversas vezes entre os sindicatos da categoria e o órgão. O motivo é que a falta de profissionais tem afetado os serviços à população, como a entrega de cartas.

Empresa abriu mais um Programa de Demissão Voluntária

Os Correios informaram que os desligamentos são prioridade em funcionários com maior idade, maior tempo de serviço e maior tempo de aposentadoria. A empresa vai conceder, além de verbas de rescisão, um incentivo financeiro que varia entre R$ 25 mil e R$ 350 mil. No entanto, a empresa informou que o empregado que aderir ao programa não terá direito a receber a multa rescisória de 40% do saldo do FGTS nem ao seguro-desemprego, visto que se trata de desligamento “a pedido”.

Os funcionários que se aposentaram pelo INSS como empregados dos Correios ou que vão se aposentar até a data do desligamento, incluindo os dependentes, terá direito ao plano de saúde.

Último concurso dos Correios

O último edital de concurso dos Correios teve um edital com 9.190 vagas distribuídas entre as carreiras de carteiro, atendente, operador de triagem e transbordo, analista de correios, médico do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, técnico em segurança do trabalho, analista de saúde, engenheiro de segurança do trabalho e enfermeiro do trabalho.

As vagas do Concurso dos Correios foram para todos os Estados brasileiros. Os salários de até R$ 3.211,58, sem incluir os benefícios oferecidos pela instituição.

Veja as apostilas para começar os estudos AQUI

O certame foi organizado pelo Cespe/UnB, que organizou provas objetivas compostas de 120 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos – divididas nos temas de língua portuguesa, inglês (para alguns cargos), informática e administração pública – e 70 de conhecimentos específicos.


Postar um comentário

0 Comentários